Header Ads

Resenha | Corra, Alex Cross!, de James Patterson


Quem me acompanha aqui ou nas redes sociais sabe que James Patterson é um dos meus autores prediletos. No meu ranking pessoal ele está em 5º lugar (ficando atrás de Tolkien, é claro, C.S.Lewis, J.K.Rowling e Patrick Rothfuss). Seja pela forma absurdamente boa com a qual escreve, com uma linguagem fácil e dinâmica, como pela coerência dos textos além da capacidade de prender o leitor com mistérios inéditos e muito bem elaborados, James Patterson é sempre uma leitura garantida e está sempre presente na minha mochila.


É claro que o autor é uma máquina de escrever ambulante, semelhante a Bernard Cornwell, mas o que ainda impressiona é a grande quantidade unida a enorme qualidade de seus livros. Sei que Tolkien não aprovaria o método, assim como Rothfuss, e talvez os fãs de Game of Thrones desejariam que Martin fosse assim, contudo os romances policiais escritos com a notória teia de mistério por Patterson são menores e obviamente mais fáceis de serem elaborados do que uma fantasia medieval (não querendo desmerecer A ou B).
Patterson assum esta posição no meu Ranking pessoal também pelo fato de ser um ativista dos interesses literários. Seu projeto mais recente, o ReadKiddoRead, ajuda pessoas a escolher livros para crianças e adolescentes, provendo bons reviews e informações sobre títulos dos mais diversos assuntos. O site é muito legal e eu recomendo que você confira.


Beleza, já falei o porquê gosto do autor, agora vamos ao livro em si. “Corra, Alex Cross!” é o último livro publicado no Brasil da série Alex Cross. Publicado pela sua lindona da editora Arqueiro, em 2014, o livro traz uma aventura emocionante do detetive da policia metropolitana de Washington.

Como eu falei anteriormente, embora escreva diversos romances policiais, Patterson consegue ser original em todos eles. Neste livro, Alex Cross se vê no meio de três investigações distintas, mas que aos poucos revelam ter um ponto central, que é o próprio policial.

Num lado temos os médicos Elijah Creem e Joshua Bergman, que haviam sido presos por Cross anos antes e agora, soltos novamente, iniciam um jogo grotesco que envolve assassinatos de mulheres, garotas e garotos de programa.

Logo após os homicídos começarem uma mulher é encontrada morta, enforcada e pendurada para o lado de for a de sua casa. Cross inicialmente pensa se tratar do mesmo serial killer, porém logo é descoberto que esta mulher havia dado a luz recentemente e o bebê desaparece em seguida.
Em paralelo, um homem inicia uma perseguição a Alex Cross, postando num blog artigos que colocavam a conduta dos policias, inclusive Alex Cross, em questão. O homem inicia uma série de postagens e acaba prejudicando a vida do detetive, que perde sua posição e vê sua investigação atrapalhada de uma forma totalmente diferente.

E se não fosse o bastante, Ava, sua filha adotada (que é apresentada nos livros anteriores) tem apresentado um diferente comportamento, o que dificulta ainda mais a possibilidade de guarda definitiva, que Alex e sua esposa Bree tanto desejavam.

É claro que todas as tramas são bem desenvolvidas, com personagens marcantes. Você fica com raiva dos maus, mas é até curioso como as descrições, por serem bem feitas, nos fazem ver os crimes pelos olhos dos criminosos. Os capítulos são dividos, como normalmente é: Em um momento você vê pelos olhos de Alex Cross, enquanto em outros você está na pele dos médicos Creem e Bergman, ou ainda assumindo a identidade de Ron Guidice, o blogueiro que tenta desestabilizar a vida do detetive Cross.

Corra, Alex Cross é um daqueles livros imperdíveis e que você não vai se arrepender de ler. Lembram quando falei do Detox Literário? Pois é! Este é uma excelente pedida.

É isso. Confiram abaixo a ficha técnica do livro e não deixem de ler.

Boas leituras!

Nota:

Ficha Técnica:
Título: Corra, Alex Cross!
Título Original: Alex Cross, Run.
Autor (a): James Patterson
Editora: Arqueiro
Páginas: 224
Ano de Lançamento: 2014
Sinopse: Um cruel assassinato na escuridão
Dentro de um estacionamento em Georgetown, uma mulher é esfaqueada e trancada no porta-malas do próprio carro. Como assinatura, o criminoso corta os cabelos louros da vítima e os deixa espalhados pelo corpo. Designado para o caso, o detetive Alex Cross nem imagina que esse é apenas o primeiro de uma série de pesadelos.
Uma mulher é morta e um bebê desaparece
No mesmo dia, Alex Cross é chamado para uma segunda cena de crime: uma jovem enforcada do lado de fora do sexto andar de um edifício. Assim que a legista responsável descarta a possibilidade de suicídio e informa que a vítima deu à luz recentemente, Cross descobre que não está lidando apenas com um homicídio, mas também com um caso de sequestro.
Alex Cross precisa deter três assassinos
Três dias depois, o corpo de um rapaz é descoberto em uma doca, baleado e com meia dúzia de perfurações ao redor da área genital. Quando os rumores de três assassinos em série se alastram pela cidade de Washington e novas vítimas são encontradas a cada dia, a pressão recai nos ombros de Cross. Uma pressão tão forte que pode afetar sua concentração a ponto de ele não conseguir evitar um perigo mortal que se aproxima de sua família.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.